Sindpol/MG manifesta em Ato Conjunto dos Servidores Públicos contra a PEC 32 e o RRF do Governo de MG

28 de outubro de 2021

Neste dia 28 de outubro, dia do Servidor Público, servidores estaduais de todas as áreas do funcionalismo público se concentraram em frente à Assembleia Legislativa de Minas Gerais em ato conjunto contra o Regime de Recuperação Fiscal (RRF) do Governador, Romeu Zema, que visa congelar os salários e direitos dos servidores, aumentar suas contribuições à previdência, além de impedir realização de concursos públicos e deixar de investir em setores como segurança, saúde e educação, tudo isso pelos próximos 9 anos. Os funcionários públicos também se opõem à tramitação da Reforma Administrativa (PEC 32), que ameaça privatizar o funcionalismo público, como o SUS e a segurança pública.

Os assessores do Sindpol/MG, Wemerson Oliveira e Marcelo Bambirra, representando o presidente, José Maria de Paula “Cachimbinho”, compareceram ao ato de manifesto para fortalecer o movimento em defesa dos servidores estaduais e federais que dedicam tempo e vidas à sociedade, especialmente durante a pandemia, no qual, vários serviços essenciais precisaram manter-se em funcionamento.

“Durante essa pandemia, foram centenas de vidas perdidas de companheiros e demais servidores públicos que dedicaram seus últimos dias atendendo a população. O que os governos, federal e estadual, estão fazendo é um desserviço e um retrocesso ao desenvolvimento do país. Querem acabar com aquilo que é essencial para todos. Lutamos pelos nossos direitos, lutamos pela recomposição salarial dos servidores da segurança pública, lutamos pela sociedade!”, discursou Wemerson Oliveira.

X