Segurança Pública de Minas terá R$ 50 milhões extras de investimentos

5 de novembro de 2021

Liberação foi anunciada pelo diretor do Senado, Alexandre Silveira; valor será usado na compra de viaturas e equipamentos.

O Sindpol/MG recebeu o convite do diretor jurídico da presidência do Senado, Alexandre Silveira – representando o presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco – para estar em Brasília, na manhã desta quinta-feira (4), para participar do anúncio da verba suplementar de R$ 50 milhões, para as forças de Segurança Pública de Minas (Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros). Representando o presidente do Sindpol/MG, José Maria de Paula “Cachimbinho”, participaram da reunião o diretor administrativo, Antônio Marcos Pereira (Toninho Pipoco) e o assessor, Wemerson Oliveira.

Do montante, como explicou Alexandre Silveira, R$ 20 milhões serão destinados para a Polícia Militar, outros R$ 20 milhões para a Polícia Civil e R$ 10 milhões para o Corpo de Bombeiros. Os recursos já estão liberados pelo governo federal. Embora o sistema prisional não tenha sido contemplado com novos recursos, Silveira assumiu o compromisso de trabalhar para reforçar o orçamento da polícia penal do Estado.

“Estamos anunciando esse recurso de R$ 50 milhões de reforço para a estruturação da segurança pública de Minas Gerais, articulados pela bancada mineira na Câmara, em sintonia com os senadores da República, liderados pelo senador Rodrigo Pacheco”, afirmou Alexandre Silveira, que destacou o trabalho que as polícias do Estado realizam em defesa dos mineiros.

De acordo com Alexandre Silveira, que é delegado de polícia de carreira, Minas Gerais tem as melhores forças de segurança do país, mas elas precisam, na sua opinião, de mais recursos para investir em material humano, melhores condições de trabalho e na qualificação dos seus policiais.

“Cada reforço que é levado do ponto de vista orçamentário permite ao governo do Estado fortalecer as ações fins, por meio da compra de equipamentos, viaturas, mas também investir no material humano, o que permite a melhoria da qualidade dos serviços, que vão beneficiar diretamente a população de Minas Gerais”, acrescentou.

Ao comentar a recente operação policial em Varginha, Alexandre Silveira elogiou a atuação das polícias. “Ninguém comemora 26 mortes que resultaram dessa ação, mas é preciso parabenizar as polícias, pois creio que evitaram um mal maior”, destacou Alexandre Silveira. “Ninguém, em sã consciência, pode achar que uma quadrilha altamente especializada, com aquele nível de armamento, estava querendo brincar. Se a polícia não tivesse sido muito eficiente na defesa do cidadão de bem, poderíamos ter dezenas de vítimas”, avaliou Silveira.

De acordo com o assessor do Sindpol/MG, Wemerson Oliveira, esse convite é devido aos esforços envidados pela atual gestão do Sindpol/MG, na cobrança de melhorias necessárias e recursos para a instituição, que está sucateada há anos. Mas, é preciso salário digno para os policiais civis de Minas Gerais, que é o 24° salário no país. “Estamos com o salário defasado. Precisamos sim de investimentos, mas é necessária a valorização humana, com salário digno”, pontuou Oliveira.

 

X