Intersindical –  Entidades de classe se reúnem com Governo mas mantém manifestação

21 de maio de 2018

O diretor administrativo José Maria de Paula “Cachimbinho” e o assessor da presidência Adilson Bispo, se reuniram hoje (21/05), na Cidade Administrativa, juntamente com demais entidades de classe que fazem parte da Intersindical, para reapresentarem a pauta conjunta do serviço público para o representante do Governo, Carlos Calazans.

O Governo do Estado após tomar conhecimento da manifestação dos servidores públicos, na próxima terça-feira (22/05), agendou uma reunião nessa segunda-feira na tentativa de negociar com os sindicatos.

Os representantes das entidades de classe apresentaram a pauta conjunta e os problemas que atingem todos os servidores públicos, e solicitaram uma solução por parte do Governo de Minas, que durante o seu mandato fez diversas reuniões e pouco se avançou nas tratativas, sendo que o governador, durante a sua gestão, não se reuniu com as entidades de classe.

O diretor administrativo do Sindpol/MG, José Maria de Paula “Cachimbinho”, cobrou do governo o pagamento no 5º dia útil, a solução para o problema dos empréstimos consignados, o repasse aos sindicatos que atrasam todos os meses, a falta de efetivo, a falta de estrutura do ambulatório da PCMG e do IPSEMG, e uma resposta sobre a readequação da matriz remuneratória para os cargos de base da Polícia Civil. “Os policiais estão adoecendo com todo esse sucateamento crônico e o governo não dá importância”, disse o diretor José Maria.

Carlos Calazans, representante do governo, ouviu atentamente as reivindicações das entidades de classe e disse entender as aflições de todos, mas que o Governo está com sérios problemas financeiros desde quando assumiram, devido ao rombo deixado pela gestão anterior. “Estamos fazendo o que podemos, arrecadamos dinheiro e pagamos a primeira parcela, depois arrecadamos mais dinheiro e pagamos a segunda, e da mesma forma com a terceira parcela. O governador não quer atrasar o salário de ninguém. Desde que assumimos estamos conversando em separado com cada sindicato e discutindo também o plano de carreira. No caso do Sindpol/MG essa discussão é sobre a readequação da matriz remuneratória dos cargos de base”, afirmou Calazans.

Aposentados

As entidades de classe pediram mais respeito na tratativa sobre os aposentados. O representante do Governo disse que vão avaliar separadamente a questão dos aposentados.

Ipsemg

Os sindicalistas também falaram sobre o sucateamento crônico do Ipsemg e exigiram uma solução por parte do Governo, pois há pessoas morrendo aguardando atendimento ou um leito.

Carlos Calazans disse que vai fazer uma reunião separada para discutir a questão do Ipsemg, e vai chamar o presidente da instituição, Hugo Vocurca para participar. Mas de antemão afirma que o governo entende e sabe dos problemas do Ipsemg, porém o grande entrave é a dificuldade financeira enfrentada pelo Estado.

Os representantes dos sindicatos que compõe a Intersindical não saíram satisfeitos da reunião, por isso reforçam o convite aos servidores públicos para que participem amanhã, dia 22/05, às 14h, da manifestação dos serviço público, na ALMG.

“É importante a participação de todos nessa manifestação, precisamos reivindicar os nossos direitos e uma solução para essa pauta conjunta”, disse José Maria de Paula “Cachimbinho”.

Veja a pauta conjunta dos servidores públicos:

Salário: pagamento no 5º dia útil e a reposição das perdas salariais;

O fim do sucateamento do IPSEMG;

A valorização dos aposentados (abono, gratificação e ajuda de custo).

X