Greve da Polícia Civil: em Lavras cerca de 70% cruzaram os braços.

A Polícia Civil está em greve e em Lavras não foi diferente, cerca de 70% dos servidores aderiram ao movimento, que praticamente parou o centro de Belo Horizonte e até um caixão foi queimado na tradicional praça Sete. A principal reclamação da categoria é referente à Lei Orgânica proposta pelo governo. Segundo o Sindicato dos Servidores da Polícia Civil de Minas Gerais (Sindpol), a lei é insuficiente.

Os policiais civis de Minas Gerais exigem que o projeto seja trocado pelo substitutivo feito em 2011 pelas entidades de classe.  A categoria ainda afirma que quem fez a Lei Orgânica não entende o dia a dia dos policiais civis, uma vez que a mesma tira direitos, como a promoção em nível especial e única proposta de aumento de cargos para delegados. Outro problema  alegado pela classe é o sucateamento da frota e de todos os equipamentos.

X