Entidades de Classe se reúnem com deputados

27 de março de 2019

As entidades de classe da Segurança Pública – Sindpol/MG, Sindepominas, Adepol/MG, Sindsisemg, Ascobom, Sindasp, Aspra, CSCS, Amasp e o coronel Mendonça – se reuniram na tarde desta quarta-feira (27/03), com os deputados estaduais Sargento Rodrigues, Coronel Sandro, Heli Grilo, Bruno Engler e federal Subtenente Gonzaga, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Mais cedo os parlamentares que representam a segurança pública, foram recebidos pelos Secretários de Governo, Planejamento e Gestão, Comandantes-gerais da PM e do BM, Chefe do Gabinete Militar e o Chefe da Polícia Civil, para tratarem da pauta de negociação da classe, que inclui a quitação integral do 13º salário, o pagamento no 5º dia útil e o fim do parcelamento, a recomposição das perdas inflacionárias e o pagamento das dívidas com o IPSM e IPSEMG.

Após intenso diálogo, os representantes do Governo reconheceram as reivindicações, permitindo avanço em alguns pontos da pauta, conforme registrado em compromisso oficial, divulgado pelo Governo:

“O Governo de Minas, em diálogo com os comandos da PMMG, CBMMG, Chefia da Polícia Civil e Gabinete Militar, e com os parlamentares vinculados à Segurança Pública, estabelece seus compromissos em relação ao setor:

1 – Pagamento integral das parcelas restantes do 13º salário, no dia 21 de maio de 2019, mantido o pagamento da parcela prevista para abril;

2 – Continuidade do repasse financeiro semanal ao IPSM, garantida normalidade dos serviços de atendimento à saúde;

3 – Pagamento integral do abono fardamento dos servidores da Segurança Pública, juntamente com a 1ª parcela dos vencimentos de junho de 2019;

4 – Diálogo contínuo com o objetivo de construir um plano de recomposição salarial das perdas inflacionárias e a retomada do pagamento no 5º dia útil de cada mês; e

5 – Atitude permanente de diálogo e interlocução periódica com os comandos, chefias de corporação e representantes do setor, tendo em vista o interesse da sociedade e o bem-estar dos profissionais de segurança do Estado de Minas Gerais.”

O resultado da reunião foi levado pelos deputados para uma discussão, com as entidades da classe, que entenderam que houve avanço nas negociações, mas que ainda há muito que se conquistar.

Por esta razão, fica mantida a Audiência Pública da Comissão de Segurança Pública, marcada para a próxima sexta-feira (29/03), às 13h, com a TRANSFERÊNCIA DO LOCAL para a Assembleia Legislativa.

O governo tem que reconhecer e documentar que manterá “diálogo contínuo com o objetivo de construir um plano de recomposição salarial das perdas inflacionárias e a retomada do pagamento no 5º dia útil de cada mês”, legitima a luta da classe e fortalece, ainda mais, a necessidade de união e luta constante e permanente.

X