50 anos de uma reflexão e o preconceito e a violência continuam.

Fonte: O Tempo

X