Sindpol/MG se reúne com inspetores da PCMG

21 de janeiro de 2020

O presidente do Sindpol/MG, José Maria de Paula “Cachimbinho”, e membros da diretoria da entidade, se reuniram, na tarde desta terça-feira (21), com o inspetor geral da Polícia Civil, Alexandre Antônio de Almeida, e os inspetores-adjuntos de todos os departamentos da capital e região metropolitana, com a finalidade de sensibilizá-los acerca de demandas pontuais da Polícia Civil, como a Reforma da Previdência e a reposição das perdas inflacionárias, cujo projeto já será apresentado no início de fevereiro.

O inspetor geral, Alexandre de Almeida, iniciou a reunião explicando que era de fundamental importância o apoio dos inspetores-adjuntos na luta pelos direitos e o apoio. “Peço o apoio de todos vocês na sensibilização e mobilização da categoria, unindo-se ao Sindpol/MG, que está engajado em todas as lutas pelos nossos direitos”, explanou.

Após, em sua fala, José Maria de Paula “Cachimbinho”, presidente do Sindpol/MG, explicou aos presentes que todos os Policiais Civis têm que lutar juntos para as ações que virão, na tentativa de resguardar os direitos da categoria na Constituição, no que se refere à aposentadoria policial, além das lutas pontuais no estado, como a reposição das perdas inflacionárias.

“Hoje o Sindpol/MG está aqui para sensibilizá-los de que temos lutas árduas pela frente e precisaremos de toda a categoria unida para mostrarmos a força da Polícia Civil. A primeira é a aposentadoria policial, e precisaremos da aprovação da PEC 133 com as emendas que garantem os direitos dos policiais civis, como integralidade e paridade, pensão digna aos familiares, bem como redução de alíquota. E a segunda é a nossa reposição das perdas inflacionárias que os deputados estaduais precisam aprovar”, afirmou José Maria.

Ainda segundo o presidente, não há como o Sindpol/MG e as entidades de classe lutarem sozinhos sem o apoio de todos os policiais civis. “Peço que os senhores, inspetores-adjuntos como uma história na PCMG, e que exercem liderança em suas unidades, chamem os policiais para nossa luta. O Sindpol/MG não é meu, nem da diretoria, mas de todos os policiais civis. Por isso, com a união e o compromisso da categoria, conseguiremos nossos direitos”, enfatizou o presidente.

Durante a reunião, foram demonstradas as ações estratégicas vindas da Cobrapol, aliadas às do Sindpol/MG e de todos os sindicatos do Brasil para aposentadoria policial. O diretor de mobilização e formação sindical, Adilson Bispo, acrescentou “o cenário está mais favorável para a votação a nosso favor, já que as eleições municipais estão próximas”.

Os inspetores-adjuntos foram receptivos e já se prontificaram para o engajamento imediato na luta, mobilizando os policiais civis, e sensibilizaram que a situação é muito crítica. Muitos se manifestaram, inclusive, sugerindo ideias para somar com todas as ações apresentadas.

Finalizando a reunião, o presidente do Sindpol/MG, José Maria “Cachimbinho”, contou com o apoio de todos os inspetores-adjuntos, principalmente, na visita em delegacias que os diretores da entidade iniciarão nos próximos dias, e o mais importante, para a primeira manifestação que está marcada para o dia 04 de fevereiro de 2020, a partir das 08h. “A hora é agora! Vamos nos unir e lutar por nossos direitos”, frisou Cachimbinho.

Participaram da reunião, o diretor de mobilização e formação sindical do Sindpol/MG, Adilson Bispo; o diretor de assuntos do interior, Mário Antônio dos Santos; o secretário-geral, Cláudio de Souza Pereira; o diretor jurídico, Geraldo Chaves; os assessores, Marcelo Bambirra e Wemerson de Oliveira; e a assessora da entidade e diretora da Cobrapol, Aline Risi.

X