Sindpol/MG participa de reunião na Adepol/MG para tratar de ações em conjunto contra os projetos de lei enviados à ALMG

2 de agosto de 2021

O Sindpol/MG participou, na última quinta-feira (27), de uma reunião, a convite da diretoria da ADEPOL/MG, em sua sede, tendo como pauta a unificação dos cargos de Investigadores de Polícia e Escrivão de Polícia, e a retirada dos servidores administrativos da base da Polícia Civil. Estiveram presentes, além do Sindpol/MG, representantes do SIAPOL (Sindicato dos Servidores Administrativos da Polícia Civil), e demais convidados.

Durante a reunião, o vice-presidente da Adepol/MG, Dr. Mario Santos, sugeriu que todos assinassem um termo pedindo a retirada do art. 65 do PLC 65/2021, que trata da unificação dos cargos de Investigador de Polícia e Escrivão de Polícia, bem como dos artigos 21, 22 e 23 do PL 2.924/2021, que transfere os servidores administrativos para a SEPLAG.

O Sindpol/MG sugeriu, seguindo a linha da deliberação de sua diretoria, em reunião no dia 27/07/2021, que todos assinassem um termo para que incluísse uma emenda ao projeto, em defesa da instituição da carreira única na Polícia Civil, uma vez que o conjunto do projeto era prejudicial à instituição, e não somente as partes sugeridas pela Adepol/MG.

Embora o presidente e vice da Adepol/MG tenham dito serem favoráveis à carreira única, alegaram que não seria o momento para tratar do assunto.

O Sindpol/MG reforça o seu entendimento de que não existe modernização sem se passar pela carreira única. Os projetos não atendem o interesse público e nem da instituição da Polícia Civil, sendo que são projetos transvestidos de reforma administrativa com a finalidade de desmonte da Polícia Civil.

O nosso objetivo é levar todos os pontos de retrocessos trazidos nestes projetos ao conhecimento dos policiais civis e da sociedade civil, a fim de mostrar os prejuízos irreparáveis que causará a todo o povo mineiro, caso avance.

X