Sindpol/MG participa de debate sobre o Sistema Único de Segurança Pública

18 de junho de 2018

O presidente interino do Sindpol/MG Antônio Marcos Pereira (“Toninho Pipoco”) e o diretor executivo administrativo José Maria de Paula “Cachimbinho” compareceram nesta segunda-feira (18/06), na Audiência Pública na ALMG, a convite da Casa, para discutirem as diretrizes do Sistema Único de Segurança Pública (Susp) e seus desdobramentos para o Estado. Esteve presente no debate o relator da matéria no Senado, Antonio Anastasia (PSDB/MG).

A audiência da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) atendeu o pedido do deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB). O Susp foi criado a partir de projeto do governo federal, que originou a Lei 13.675/18, sancionada no último dia 11.

O objetivo do sistema é integrar os órgãos de Segurança Pública, como as polícias federal e estaduais, as secretarias de segurança e as guardas municipais.

Serão repassados recursos da União aos demais entes federativos, mediante contrapartidas, como metas de redução da criminalidade e produção de base de dados. Na prática, o Susp legitima a ação federal na coordenação dos esforços contra a criminalidade.

O presidente interino do Sindpol/MG Antônio Marcos Pereira (“Toninho Pipoco”), disse que apoia o Susp desde que o mesmo invista mais na Segurança Pública. “Se faz polícia com mais investimentos e infraestrutura. Se não investir em investigação, se não der condição à polícia de desempenhar o seu papel com alguma primazia, será como enxugar gelo”, afirmou.

 

X