Sindpol/MG participa de Audiência Pública que discute a falta de efetivo na Segurança

10 de novembro de 2020

Na luta pela recomposição dos quadros de efetivo da Polícia Civil de Minas Gerais, o Sindpol/MG participou hoje (10/11), de Audiência Pública da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), que teve como pauta a falta de pessoal na área da Segurança.

O diretor de assuntos do interior Mário Antônio dos Santos e o assessor Marcelo Bambirra, acompanharam a Audiência Pública, representando o Sindpol/MG e seu presidente José Maria de Paula “Cachimbinho”.

“Mesmo com a convocação de todos os excedentes de investigador, referente ao certame de 2014, ainda assim, falta investigadores, cerca de quase 50% do previsto na Lei Orgânica da Polícia Civil (LOPC). Os investigadores tem muita demanda e falta pessoal para dar conta de todo o serviço. O Estado está ciente do problema que se arrasta há anos. Todos os anos aposentam ou afastam policiais, e esse número não é preenchido, precisamos de tempos em tempos de concursos para preenchimento dessas vagas, o último de investigador aconteceu há 6 anos”, disse Mário Antônio dos Santos.

Segundo o assessor do Sindpol/MG Marcelo Bambirra, é necessário que o Estado olhe para a Segurança Pública, se organizem para mais concursos em todas as áreas, em especial na Polícia Civil, onde o déficit é enorme. “Há excedentes de concursos em vigência, como de escrivão e delegado. Nesse primeiro momento, o Governo de Minas deveria de convocar todos os excedentes e começar a criar um cronograma de recomposição dos quadros de efetivo da PCMG. O serviço de investigação fica prejudicado com a falta de pessoal, os policiais ficam sobrecarregados, gerando estresse e aumentando o número de policiais afastados devido a essa sobrecarga de trabalho”, pontuou Bambirra.

O Sindpol/MG vem lutando há um tempo pela recomposição dos quadros de efetivo, conseguiu a convocação dos excedentes do concurso de investigador, quando o mesmo estava em vigência, hoje está batalhando por novos concursos.

O Secretário de Planejamento e Gestão de Minas Gerais, Otto Levy Reis, participou remotamente (devido a Pandemia) da Audiência Pública, e disse que o maior problema enfrentado pelo Estado hoje é a falta de dinheiro para a realização de concursos públicos.

O Sindpol/MG vai continuar cobrando do Estado e se reunindo com os deputados em busca dessa recomposição dos quadros de efetivos da PCMG, dessa forma vai fortalecer ainda mais a Instituição e acelerar os trabalhos de investigação. É necessário que tenhamos, no mínimo, a quantidade de pessoal prevista na LOPC.

Sindpol/MG na luta pela categoria.

X