Sentença de ex-PMs acusados de duplo homicídio deve ser conhecida hoje

Sentença de ex-PMs acusados de duplo homicídio deve ser conhecida hoje


Ex-policiais serão julgados por duplo homicídio no Aglomerado da Serra

O julgamento dos ex-policiais militares Jason Ferreira Paschoalino e Jonas David Rosa entrou, nesta quinta-feira (19), em seu terceiro dia. O júri popular dos acusados de matar o auxiliar de enfermagem Renilson Veriano da Silva, de 39 anos, e o adolescente Jeferson Coelho da Silva, de 17, recomeçou, com mais de meia horas de atraso, às 9h10, com o interrogatório dos ex-PMs.

Logo após essa fase, terá início os debates entre defesa e acusação, em que os advogados e o promotor do caso tentarão convencer os sete jurados sobre a inocência ou culpa dos réus. Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), os debates podem durar até 9 horas e, na sequência, os jurados votam sobre a condenação ou não dos ex-PMs e depois o juiz lê o veredito.
 
O crime do qual os réus são acusados ocorreu em fevereiro de 2011, durante uma operação realizada no Aglomerado da Serra, região Centro-Sul de Belo Horizonte. Um terceiro PM que também foi acusado do duplo homicídio foi encontrado morto, dentro de uma cela de um batalhão, dias após ser preso.
 
No total, onze testemunhas foram ouvidas nos dois primeiros dias de julgamento, sendo quatro de acusação e sete de defesa. A sessão ocorre no 1º Tribunal do Fórum Lafayette, na capital mineira, e é presidida pelo juiz Carlos Henrique Perpétuo Braga.
 
Inicialmente, o julgamento havia sido marcado para 6 de dezembro de 2013, mas foi transferido para terça-feira (18), devido à inclusão de novas provas pela defesa dos réus. Os acusados estão presos na penitenciária Jason Soares Albergaria, em São Joaquim de Bicas, na Grande BH.
 
Entenda o caso
 
No dia 19 de fevereiro de 2011, os policiais Jonas David Rosa, Jason Ferreira Paschoalino e um terceiro militar entraram no Aglomerado da Serra em uma ação de combate ao tráfico de drogas. Após tiroteio, o auxiliar de enfermagem Renilson Veriano da Silva, de 39 anos, e o adolescente Jeferson Coelho da Silva, de 17, que são tio e sobrinho, acabaram sendo mortos a tiros. Na ocasião, um policial também ficou ferido.
 
Testemunhas teriam dito que os policiais acusados chegaram atirando e depois simularam um tiroteio. A versão é contestada pelos militares, que alegam ter sido recebidos a tiros. Na época, houve grande comoção pública dos moradores da região, que chegaram a colocar fogo em dois ônibus, entre várias outras manifestações.
 
Outro crime
 
Em agosto de 2013, Jason Ferreira Paschoalino foi condenado a 12 anos de prisão pelo homicídio de um forneiro, em julho de 2010, no bairro Nova Suíça, região Oeste de BH. Ficou estabelecido na sentença que ele cumpriria a pena inicialmente em regime fechado.

Fonte: Hoje em Dia

X