Policiais civis fecham praça Sete e queimam caixões em protesto.

Policiais civis fecham praça Sete e queimam caixões em protesto.

Policiais civis voltam a fechar a praça Sete, no centro de Belo Horizonte, para protestar pela aprovação do Projeto de Lei Orgânica 23/2012, elaborado por entidades de classe, em oposição ao texto proposto pelo governo.

A manifestação teve início por volta das 14h desta terça-feira (20), quando cerca de 100 integrantes do Sindpol (Sindicato dos Servidores da Polícia Civil) se reuniram em torno do monumento e interromperam o trânsito nas pistas das avenidas Afonso Pena e Amazonas. A já tradicional queima de caixões foi feita em duas peças espalhadas pela via.

Agentes da BHTrans desviaram o trânsito para a rua Tamóios, no sentido praça da Estação, o que deixa o trânsito lento em todo o entorno. O congestionamento já atinge a Augusto de Lima e a praça Raul Soares por causa da interdição na Amazonas. Motoristas que seguem pela Afonso Pena sentem a interdição até a praça da Rodoviária.

Cláudio de Souza Pereira, secretário-geral do Sindpol, explica que os policiais estavam concentrados na Assembleia Legislativa, onde o projeto poderia ser votado hoje, mas sofreu novo adiamento por causa da morte do deputado José Henrique Lisboa Rosa (PMDB).

Passamos em frente ao Fórum na Augusto de Lima para pedir apoio do judiciário, que já concedeu liminares tentando criminalizar o movimento.

O sindicalista critica a aprovação de outra proposta que não tenha sido aprovada pela categoria.

— O texto foi elaborado por todas as entidades. Temos que mostrar para a população que a segurança pública em Minas não segue o paraíso que o Palácio Tiradentes atribui nas propagandas.

Fonte: R7

X