Polícia Civil soluciona seguestro da cidade de Cássia e apresenta os suspeitos.

Polícia Civil soluciona seguestro da cidade de Cássia e apresenta os suspeitos

A Polícia Civil elucidou o caso do sequestro da adolescente Clara Alves Campos (15), prendendo os envolvidos praticamente uma semana após o fato. O crime ocorreu no dia 17 de setembro, na cidade de Cássia, no sul de Minas Gerais e teve divulgação nacional já que redes sociais foram usadas para manifestações diversas, de solidariedade, inclusive.

A adolescente foi sequestrada na porta de sua casa quando saía para a escola com sua mãe. Ela teria sido levada no porta malas de um veículo por dois elementos  armados  que deixaram um bilhete pedindo um milhão de reais para libertação da refém. Foi mantida durante a noite numa casa, que seria o cativeiro e, pela manhã, retirada da casa e levada  para uma mata onde foi amarrada em uma árvore. Segundo a adolescente os sequestradores não apertaram as amarras e isso possibilitou que a mesma conseguisse se libertar e empreender fuga logo que percebeu estar sozinha. Após ser amarrada os sequestradores disseram que ela não olhasse para trás, mas, ao perceber o silêncio a sua volta ela soltou-se da árvore e foi até a estrada onde conseguiu ser levada para a Delegacia de Patrocínio Paulista/SP. Na Delegacia Clara comunicou-se com a família. Os Policiais da DEOESP que estavam tentando localizar o cativeiro, naquele Município, deslocaram-se para a Depol de Patrocínio Paulista/SP e escoltaram a adolescente até sua casa.

Após investigações intensas e ininterruptas os Policiais da DEOESP conseguiram prender o primeiro suspeito, Lucas Andrade Rodrigues (21). A prisão aconteceu na madrugada do dia 24/09 quando o envolvido  desembarcava de um ônibus , no bairro Progresso, em Franca/SP. Lucas confessou sua participação. Foi cumprido mandado de busca e apreensão na casa de Lucas, sendo encontrada pequena quantidade de maconha. 

No dia 27 pela manhã foi preso Nieder Leno Jordão (21), também em Franca/SP, no bairro Aeroporto, onde residem seus pais. Nieder também confessou sua participação no crime.

O terceiro suspeito já foi identificado pelos Policiais como sendo Dione Jesiel de Azevedo de Carvalho, de Cássia/MG, mas, desde a libertação da refém e o avanço das  investigações, Dione encontra-se foragido. Será divulgada sua foto à imprensa para possível captura ou apresentação espontânea  do mesmo., haja vista já ter sido pedida e decretada sua prisão.

A Divisão de Operações Especiais da Polícia Civil de Minas Gerais contou com a colaboração da Polícia Civil de Franca/SP, com a Polícia Civil, Poder Judiciário e Ministério Público locais (Cássia/MG), aos quais manifesta seus agradecimentos .

                               Equipe do Caso:

Dr. Márcio Nabak, Chefe do DICCP, Dr. Bráulio Stivaninni, Chefe do 18o. DPC/Poços de Caldas, Dr. Vicente Guilherme, Chefe da DEOESP, Dr. Carlos. Alves, Regional de Passos, Dr. Thiago de Lima, da 4a. DEROC, Dr. Henrique Falleiros, de Cássia.

Policiais da DEOESP: Welber, Daniel, Elton, S ávio, Jonathas, Lúcio, Setor de Inteligência Robson, Éber, Edilson, Ernesto, Flaviano, José Júlio, Percival, Daiber, Fátima, Marcos Gasparini e Hércules.

Policiais de Cássia e Passos: Inspetor Henrique, Erivelton, Miranda, Rodrigo, Régis e Paiva.

A Polícia Civil designou duas policiais para acompanhar o caso,  a Jornalista Nancy Ferraz para  Assessoria de Comunicação e a Psicóloga Raquel Riso para assistência psicológica à família e à vítima.

X