Polícia Civil pede adiamento da votação da Lei Orgânica após mudança no texto.

Polícia Civil pede adiamento da votação da Lei Orgânica após mudança no texto.

A votação do parecer sobre o projeto que trata da nova Lei Orgânica da Polícia Civil, que estava marcada para esta quinta-feira (12), foi novamente adiada. Desta vez, a discussão do projeto foi transferida para a próxima quarta (18), durante a reunião da Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária (FFO), da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), a pedido da própria categoria, que discordou das mudanças feitas no texto original do projeto.

De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia do Estado de Minas Gerais (SINDPOL/MG), Antônio Marcos Pereira, as mudanças feitas no texto não correspondem ao que foi acordado entre a categoria e o governo. "O texto não foi aperfeiçoado, foi tudo mudado, e o que tinha sido acordado com a entidade de classe foi retirado", explicou o vice-presidente.

A categoria espera que o substitutivo nº 3, apresentado pelo relator do processo, deputado Lafayette de Andrada (PSDB), seja rejeitado e, o substitutivo nº 2, da Comissão de Administração Pública, aprovado. Ainda segundo o vice-presidente, se a categoria não for atendida, delegados e peritos da Polícia Civil também vão aderir à greve que já dura três meses.

 

Fonte: O Tempo

X