Polícia Civil fiscaliza mais de 50 postos de combustíveis em BH e RMBH

1 de março de 2021

(Foto: Divulgação/PCMG)

Após receber denúncias de preços abusivos de combustível na capital e na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) fiscalizou 52 postos de combustíveis. Só na capital, foram 35 postos fiscalizados; já em Nova Lima, outros 17.

Nos estabelecimentos em que foi apurada a alta do preço, foram apreendidas as notas fiscais para análise e providências posteriores.

Segundo notícia divulgada no site da Polícia Civil De Minas Gerais, as ações iniciaram-se na última sexta-feira (26/2), e desde então, a PCMG, com equipes da Delegacia Especializada em Defesa do Consumidor (Decon), do 1º Departamento de Polícia Civil em BH e de Nova Lima, atuaram nessa fiscalização.

Em outra ação realizada na capital, a PCMG, por meio da Patrulha Unificada Metropolitana de Apoio (Puma), constatou irregularidades no preço dos combustíveis em um posto localizado no Barro Preto. Com as informações, a ocorrência foi registrada para os devidos fins e encaminhada para a Delegacia Especializada em Defesa do Consumidor, que irá apurar os fatos e adotar todas as medidas cabíveis.

Já em Nova Lima, na RMBH, a PCMG, também recebeu denúncias de reajuste ilegal no preço dos combustíveis, e procedeu com a fiscalização nos postos denunciados. Os boletins de ocorrência foram devidamente registrados e três pessoas foram encaminhadas à delegacia, onde foram ouvidas e liberadas.

O Sindpol/MG parabeniza a ação dos policiais civis, em especial aos investigadores e escrivães, pela competente atuação nesta operação de suma importância em prol da defesa do consumidor e contra crime sobre a economia popular em momentos de crises no qual estamos passando.

Fonte: ASCOM-PCMG

X