PCMG deflagra operação de combate à extração ilegal de minerais

25 de maio de 2021

A Polícia Civil deflagrou, na última quinta-feira (19/5), a primeira fase da operação Ouro de Minas. Na ação, seis pessoas foram presas em flagrante por diversos crimes. A investigação teve como objetivo a apuração de atividades voltadas para a extração ilegal de minerais, usurpação de bens da União, sonegação fiscal e lavagem de dinheiro. O grupo atuava nas cidades de Ouro Preto e Sete Lagoas.

Além de ocultação de bens e valores destinados ao enriquecimento ilícito, os envolvidos apresentavam um núcleo intelectual com uma estrutura organizada que agia sob a égide legal de beneficiamento e reprocessamento de refratários usados, sucatas metálicas e escórias, aproveitando o fornecimento ilegal do minério de ferro.

Na ação, policiais da Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Bancos, pertencente ao Depatri, apreenderam três caminhões. Após levantamentos foi possível constatar que os suspeitos atuavam durante a noite para as extrações ilegais e, ainda na madrugada, os minerais eram transportados e despejados em sedes das empresas de fachada, com atividades supostamente lícitas.

O Sindpol/MG contempla a ação dos policiais civis na operação que atua em defesa da sociedade e também pela defesa ambiental, pois tal crime resultou num prejuízo estimado de mais de 150 toneladas de minérios que poderiam ter sido extraídos legalmente.

Fonte: ASCOM-PCMG, com modificações

X