Operação Dólos II mira fraude em processo para aquisição de CNH

18 de novembro de 2021

Nesta terça-feira (16/11), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) realizou a segunda etapa da operação Dólos, resultado de investigações que apuraram um esquema de facilitação para a aquisição da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em Três Corações, Sul de Minas. Na ocasião, foram cumpridos mandados de prisão preventiva expedidos contra três pessoas da mesma família, entre proprietários e instrutores de uma autoescola da cidade. Na primeira fase da operação, dez pessoas foram presas.

De acordo com a Polícia Civil em Lavras, os suspeitos irão responder pelos crimes de associação criminosa, falsidade ideológica, inserção de dados falsos no sistema público e corrupção passiva. Além das prisões, foram decretadas medidas cautelares prevendo a proibição do exercício de atividades relacionadas com procedimentos para obtenção de CNH ou mesmo o comparecimento dos investigados em locais de exames práticos e teóricos.

Esquema criminoso

Conforme apurado pela PCMG, o esquema teria atraído candidatos de diversas localidades do Sul do estado, os quais utilizavam endereços falsos para a transferência do prontuário para Três Corações. Investigações ainda apontam a liberação indiscriminada de candidatos das aulas presenciais, sem utilização de biometria, além de pagamento de valores a terceiros com a promessa de facilitação para a obtenção da CNH.

O Sindpol/MG contempla as ações policiais coordenadas pelo 6º Departamento de Polícia Civil em Lavras, o Núcleo Correcional da PCMG e a Delegacia Regional de Polícia Civil em Três Corações pelo sucedido trabalho que demonstra a competência da instituição.

Fonte: ASCOM-PCMG, com modificações

X