Escrivão da Polícia Civil é morto durante tentativa de assalto.

Nota de Falecimento

O SINDPOL/MG lamenta muito a morte prematura desse guerreiro que infelizmente teve sua vida e sua carreira interrompidas pela ação de criminosos. É inadmissível a fragilidade e a situação crítica da segurança pública, este fato é uma prova de que a falta de investimentos em segurança pública aumenta a criminalidade e enfraquece a ação da Polícia que não possui condições para exercer minimamente sua função e garantir a segurança da sociedade.

O Escrivão Carlos Roberto de Carvalho Júnior Policial valoroso infelizmente foi mais uma vítima daquela ação contra a qual ele próprio lutava e seu falecimento nos mostra a fragilidade dos órgãos responsáveis por garantir a segurança do cidadão.  A luta do SINDPOL/MG é pela valorização e modernização da carreira daquele Policial que arrisca sua vida em nome da segurança dos demais e sai de sua casa para exercer seu mister sem saber se poderá retornar.

Aos familiares nossas condolências

 

Escrivão da Polícia Civil é morto durante tentativa de assalto

Um escrivão da Polícia Civil de Machado (MG) morreu baleado depois de uma tentativa de assalto na noite desta terça-feira (24). Carlos Roberto de Carvalho Júnior, de 25 anos, morreu ao dar entrada na Santa Casa de Misericórdia da cidade após levar um tiro de pistola 380.

Segundo a polícia, ele estava na porta da casa dos pais dele no bairro Vila Centenário junto com um irmão, quando foi abordado por um homem encapuzado. O homem se identificou como policial e antes de sacar a arma, o criminoso deu três disparos. Um deles atingiu o peito do escrivão.

O suspeito fugiu e ainda não foi encontrado. O delegado regional de Alfenas (MG), Celso Ávila, informou que a polícia já tem suspeitos.

Fonte: Hoje em dia

X