Em Caratinga: operação Toro de Tolo resulta em duas prisões

5 de maio de 2021

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) realizou, nesta segunda-feira (3/5), a operação Toro de Tolo, na cidade de Caratinga, região do Rio Doce. Duas pessoas foram presas, suspeitas de integrarem um grupo envolvido em adulteração e receptação de veículos.

Levantamentos apontam que os indivíduos estariam envolvidos em crimes de furto, roubo, receptação, associação criminosa e adulteração de veículos, ocorridos em Belo Horizonte, Betim e Caratinga e também em outros estados, como Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Diadema (SP).

Durante a operação, foram localizados quatro formulários de Certificados de Registro de Veículos (CRVs) falsos, três cheques suspeitos de origem em estelionato, cinco celulares e diversos documentos e papéis relacionados a veículos.

As investigações, conduzidas pela equipe da Delegacia de Crimes de Trânsito, da 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil em Caratinga, iniciaram em janeiro deste ano, após a apreensão de cinco veículos, entre eles duas caminhonetes. Na ocasião, vistorias e perícia realizadas pela PCMG identificaram adulteração nos automóveis. Três desses veículos foram restituídos a seguradoras e para uma locadora de veículos.

Após cumprimento dos dois mandados de prisão temporária, os investigados foram encaminhados ao sistema prisional, onde estão à disposição da Justiça.

Mais uma vez, a Polícia Civil se destacando pelo desempenho nas investigações de crimes no interior de Minas Gerais, mesmo diante dos grandes números de casos confirmados de policiais civis infectados e vítimas que vieram a óbito pela Covid-19, em todo o Estado. O Sindpol/MG luta para conquistar o reconhecimento do Governo por sua importância e necessidade dos serviços à sociedade, para uma rápida imunização da categoria.

Fonte: ASCOM-PCMG, com modificações

X