Sindpol – Regional Zona da Mata faz reivindicações ao Governo durante evento em Juiz de Fora.

manifestacao_jf1.JPGSindpol – Zona da Mata faz reivindicações ao Governo

Representantes do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil de Minas Gerais (Sindpol) – Regional Zona da Mata, realizaram manifestaçãoo durante a cerimônia de lançamento do disque-denúncia unificado em Juiz de Fora, nesta sexta-feira, dia 10. Aproveitando a presença das autoridades de segurança pública estaduais na cidade, os policiais civis espalharam faixas e cartazes na porta do Sesi/Senai, na Avenida Rio Branco. O sindicato cobra a implantação do 3º grau para os cargos de agente e escrivão e a carreira jurídica para o cargo de delegado, reivindicações apresentadas pelo Sindpol, no início de junho, ao vice-governador Antônio Anastasia.

O Diretor regional do Sindpol, delegado Marcelo Armstrong, destaca o objetivo da mobilização. “Estamos aproveitando para lembrar ao governo sobre as reivindicações feitas pela categoria. Estivemos reunidos com o vice-governador há 40 dias em Belo Horizonte e ele garantiu que estudaria a proposta. Mas, até agora, não tivemos nenhuma resposta.”

A manifestação ganhou espaço na imprensa juizforana. Durante as entrevistas aos jornalistas dos principais veículos de comunicação de Juiz de Fora – TV Panorama, afiliada da Rede Globo em Juíz de Fora, TV Alterosa (SBT), Acessa.com e Jornal Tribuna de Minas – Armstrong lembrou que a Polícia Civil de Minas Gerais tem um dos piores salários do Brasil, o que colabora para desmotivar os trabalhadores. “O Governo está com a campanha ‘Minas não deixa ninguém para trás’, mas está esquecendo da Polícia Civil.”

X