Sindpol/MG e entidades de classe organizam mobilização para pagamento integral do 13º salário

5 de janeiro de 2021

Desde que o governo de Minas anunciou o pagamento escalonado do 13º salário dos servidores, o Sindpol/MG juntamente com as demais entidades de classe da Segurança Pública (Sindep/MG, Aespol, Sindasp, Sindpecri e Sindsisemg), estão lutando para que o 13º seja pago de forma integral.

Na última semana o sindicato impetrou um mandado de segurança coletivo, contra ato praticado pelo governador de Minas, Romeu Zema, consubstanciado na notícia de parcelamento do 13º salário.

De acordo o presidente do Sindpol/MG, José Maria de Paula “Cachimbinho”, a Secretária da Fazenda informou que apesar da retração econômica devido à pandemia do novo coronavírus, a arrecadação do Estado de Minas Gerais superou a apurada em 2019 e deve fechar o ano com um acréscimo superior a meio bilhão de reais, em relação ao ano anterior.

Além da receita própria, Minas também ganhou 3 bilhões de reais oriundo a recursos de livre destinação. Em abril/2020, recebeu 781 milhões fruto de uma negociação bem-sucedida, e, em maio/2020, o estado obteve um aporte extra de 1 bilhão de reais da Vale.

Sendo ainda que o Governo já poderia ter definido uma data para quitação do restante do 13º salário, em janeiro, contando com os recursos do IPVA-2021.

“Vamos lutar até o último minuto para recebermos o que é nosso por direito, em 2020 trabalhamos na linha de frente em combate à Covid-19, colocamos as nossas vidas e de nossos familiares em risco, o governador tem que nos respeitar”, disse José Maria.

Servidores da Segurança Pública fiquem atentos para a convocação de uma grande mobilização.

Sindpol/MG na luta pelos direitos da categoria.

X