Sindicato cidadão: Direção do SINDPOL participa de panfletagem coletiva na Cidade Administrativa e denúncia perseguição e prática anti-sindical por parte do governo Anastásia

Sindicato cidadão: Direção do SINDPOL participa de panfletagem coletiva na Cidade Administrativa e denúncia perseguição e  prática anti-sindical  por parte do governo Anastásia

Na manhã desta terça-feira a Direção do SINDPOL/MG atendendo convocação das Centrais Sindicais, participou do ato público de panfletagem coletiva na Cidade Administrativa  no bairro serra verde. Ontem, em um ato de arbitrariedade o sindicalista Pedro Paulo fora preso e conduzido a Delegacia pelo simples fato de estar panfletando  na área  externa daquele local público convocando os funcionários para participarem de audiência publica na ALMG para tratar sobre reivindicações da classe trabalhadora da área de processamento de dados, área que também padece de doenças laborais e sucateamento administrativo. Guarnições da PMMG atendendo a gerência da Cidade Administrativa arguiram que não é possível panfletar naquele lugar, fato que é inconstitucional, pois a Constituição da República preconiza que é lícito a todos o direito de reunião nos locais e logradouros públicos, devendo apenas ser informado às autoridades a hora e o local. Em nenhum momento o legislador constitucional submete esse direito legítimo à autorização por qualquer autoridade que seja. Logo,  esse decreto que proíbe a panfletagem nos perímetros da Cidade Administrativa é mais um dos vários atos arbitrários, abusivos e institucionais praticados por esse Governo. Em ato de desagravo várias categorias do serviço público inclusive a PCMG representada pelo SINDPOL/MG, juntamente com autoridades Legislativas e lideranças do movimento sindical como o Deputado Rogério Correa se fizeram presentes nessa manhã e panfletaram ampla e livremente aos milhares de transeuntes  e funcionários que por ali passaram . O direito  a atividade sindical é livre e também um dos mais sagrados princípios da República Federativa do Brasil. Mais uma vez as Lideranças Sindicais do Estado de MG só tem a lamentar a postura anti-republicana, revanchista, truculenta, arbitraria e conservadora exercida mais uma vez pelo Governo do Estado isso tem que mudar.

X