Roubo à Joalheria Art D’oro: Mais uma grande operação bem sucedida dos policiais do Deoesp.

    Roubo à Joalheria Art D’oro : Mais uma grande operação bem sucedida dos policiais do Deoesp.

deoesp+roubo+joalheria.jpg

Os policiais da 4ª Delegacia Especializada de Repressão à Organização Criminosa – Deroc – na manhã desta segunda-feira (18/10), os sete      suspeitos de integrar a quadrilha que assaltou a fábrica de jóias Art D’oro, no Bairro Santa Efigênia, Região Leste de Belo Horizonte. No último dia 7, a família do gerente da fábrica ficou nas mãos dos bandidos durante 14 horas e foram levados aproximadamente R$200 mil em espécie e 20 Kg de ouro em pó.

De acordo com a Polícia Civil, os acusados foram presos no bairro Bandeirinhas, em Betim, onde também foram apreendidos oito veículos, quatro pistolas semi-automáticas, uma submetralhadora, cocaína e uma pequena quantidade de jóias.

Embora não seja uma quadrilha especializada em roubo de jóias, todos os criminosos já possuem passagem pela polícia por delitos como tráfico de drogas e assalto a mão armada. Os suspeitos Gabriel Perdigão Alves, de 20 anos, Marcelo Jaime Gonçalves, de 27 e Felipe Lopes de Campos, de 26 anos, são presos da Penitenciária José Maria Alkimin. Conforme a Polícia Civil, eles estavam no regime semi-aberto há dois meses e teriam aproveitado as horas fora da prisão para cometer o crime. Também foram presos George Cabral Soares, de 34 anos, Lucas Fernando Alves de Almeida, de 20, Ener Teixeira da Silva, de 26, e Egno Eduardo da Silva, de 43 anos.

Se condenados, Gabriel, Marcelo e Felipe, que participaram efetivamente do assalto, responderão pelo crime de extorsão mediante sequestro, com pena 12 a 15 anos de prisão, além das penas pelos crimes e formação de quadrilha, porte ilegal de armas de uso restrito e tráfico de drogas, pelos quais os demais suspeitos também foram autuados.

X