Rabecão: Polícia terá 72 horas para apresentar uma solução.

Rabecão: Polícia terá 72 horas para apresentar uma solução

Em 72 horas, a Polícia Civil terá que apresentar soluções para a falta de rabecões na região metropolitana, conforme prazo dado pelo governador de Minas, Antonio Anastasia, na tarde de ontem. Desde a semana passada, apenas dois dos cinco veículos disponíveis estavam funcionando – um em Betim, outro na capital. Devido à defasagem, a família de um homem de 29 anos, vítima de overdose, precisou esperar pela remoção do corpo por quase 24 horas, anteontem.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o órgão irá cumprir o prazo dado pelo governador e apresentar novidades durante a semana – um dos carros, que estava em conserto, está de volta às ruas desde ontem, e outro deve voltar a circular até a sexta-feira.

Uma das alternativas estudadas pela corporação, conforme adiantado por O TEMPO em fevereiro, é a terceirização do serviço. "O estudo está em andamento, e hoje a melhor alternativa é a terceirização", explicou, na época, o diretor de Aquisições, Contratos e Convênios da polícia, delegado Daniel Barcelos

ALMG. O tema foi discutido ontem, por deputados da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), que cobraram explicações do governo do Estado. Uma licitação para comprar 30 novos rabecões para Minas está em curso, mas os veículos só devem estar disponíveis no segundo semestre.

O Estado conta hoje com 13 rabecões.

 

Fonte: Jornal O Tempo, 12 de março de 2013

X