Polícia Civil inicia greve e Governo sinaliza por negociação.

Polícia Civil inicia greve e Governo sinaliza por negociação.

                             Na tarde dessa segunda-feira, 10 conforme previa convocação centenas de Policiais Civis e Servidores Administrativos se reuniram em protesto ao substitutivo número 2 de autoria do Governador, ao projeto de lei orgânica da Polícia Civil e após horas de debate no aguardo de uma solução formal para o impasse, os Policiais, não acreditando nas intenções informais do Governo partiram em caminhada para praça sete onde está instalado um stand do SINDPOL/MG e manifestaram queimando caixões. Segundo informação da Direção do SINDPOL/MG, os manifestantes aguardavam desde a manhã desse dia pelo envio de um ofício formalizado do Secretário de Defesa Social, também assinado pela liderança do Governo na ALMG e pelo Chefe de Polícia e pelos Presidentes de Comissão de mérito que participaram de importante reunião na sexta-feira dia, 07 onde propunham a retirada de todo o contencioso correcional e disciplinar do texto da lei orgânica e ainda o compromisso assinado de publicação de edital de concursos para 1600 vagas para Investigador de Polícia dentre outras reivindicações a serem atendidas no texto da lei orgânica, porém tendo por base o substitutivo elaborado pelas entidades de classe cujo apenso fora aprovado no ano passado e já faz parte do texto original, porém até ás 16:00 mesmo sob clamor dos dirigentes nenhum ofício ou notícia dos responsáveis foi enviado a Direção do SINDPOL/MG. Sendo que somente após a queima de caixão e interrupção temporária do trânsito na praça sete, através de contato feito com Deputado Rogério Corrêa, o Secretário Rômulo Ferraz se lembrou do prometido e que deveria enviar a Direção do SINDPOL/MG o referido ato formalizado (Vide Ofício em anexo).
A Direção do SINDPOL/MG em conjunto com os manifestantes presentes aprovaram por unanimidade o agendamento de nova AGE da categoria para o dia 25/06 às 12:00 no pátio da ALMG para deliberação dos rumos do movimento em razão da formalização de possível reconsideração por parte do Governo no tocante ao substitutivo número 2 e seu teor bem como deliberação sob a tramitação dada ao projeto por parte do Parlamento Mineiro. É de valia destacar que o clima de descontentamento desconfiança e descrédito nas ações do Governo que mais uma vez frustrou a toda categoria é muito grande, mas mesmo assim sob orientação do Sindicato o conjunto do Policialato mais uma vez analisará essa nova proposta mais flexibilizada por parte do Governo, considerando que a referência volta a ser o texto contendo as reivindicações das entidades e que faz parte do apenso número 1 ao projeto.
Enquanto isso até que no prazo regimental (25/06) a categoria volte em AGE deliberativa fica mantido o estado de greve com atendimento em escala mínima de 30%.
O Presidente do SINDPOL/MG Denílson Martins mesmo com todo este desgaste para todos, Governo, Entidades e Sociedade vê com positividade e otimismo esse gesto manifestado pelo Secretário, lideranças da oposição e da base do Governo e da própria Chefia de Polícia (mesmo que tenha sido manifestado de forma tardia). Uma greve não é um          gesto radical que se encerra em si mesmo, ela é um instrumento democrático e republicano da classe trabalhadora contra os abusos, omissões e excessos do patronato e do Governo, principalmente quando há imposições e falta de diálogo. Uma vez havendo flexibilização de uma das partes e abertura de diálogo com o necessário reconhecimento de busca de novos caminhos de consensos e retomada de acordos essa ferramenta alcança os fins a que se destina a Direção do SINDPOL/MG entende que se for materializado o que se propõe neste ofício podemos sim ter uma aprovação rápida do que toda categoria exige e espera, mas necessário se faz, que analisemos e observemos o que se preceitua as deliberações e os estatutos sindicais, por isso resgatando o que havia sido pactuado a Direção do Sindicato convocou nos prazos regimentais e estatutários nova AGE da categoria para o dia 25 e já habilitou comissão sindical para acompanhamento da tramitação do PL 23 na forma do substitutivo das entidades para próxima quinta-feira dia 13 às 09:00 na sala da liderança do Governo onde participará de reunião convocada para esta matéria. Até nova deliberação cumpri-se o disposto na cartilha do SINDPOL/MG       .             

X