PLP 150/20 é aprovado no Senado em Brasília

11 de fevereiro de 2022

Projeto impede o congelamento da contagem do tempo para aquisição de quinquênios, e outros direitos, garantidos aos servidores da segurança pública e da saúde.

Na noite de ontem (10), o senado aprovou, por 68 votos favoráveis e 2 contra, o Projeto de Lei Complementar 150/2020 que visa corrigir as distorções trazidas pela Lei Complementar 173 que suspendia o tempo aquisitivo dos quinquênios, triênios, anuênios, entre outros direitos garantidos por tempo de serviço, aos servidores da segurança pública e da área da saúde, no período de 27/05/2020 a 31/12/2021.

O Sindpol/MG esteve presente no Senado Federal em Brasília, nesta semana, em reunião com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco e com o senador Alexandre Silveira e demais parlamentares e representantes de entidades de classe da Segurança Pública para tratar deste assunto e apoiar os parlamentares favoráveis a esse projeto que impede o corte de direitos trabalhistas aos policiais de todas as categorias, em um momento de grande desvalorização do Governo e de crise instalada entre as Forças da Segurança Pública de Minas Gerais.

“Os servidores da saúde e da segurança foram os mais afetados pela pandemia, tivemos inúmeros casos de Covid e perdas lastimáveis de nossos companheiros que dedicaram até o último momento de suas vidas em prol da segurança e bem estar da sociedade.”, relembra o presidente do Sindpol/MG, José Maria de Paula “Cachimbinho”.

O Sindpol/MG celebra esta conquista e enfatiza que a luta em Minas Gerais continua pela recomposição salarial das perdas inflacionárias aos profissionais da segurança pública. É muito importante a participação de todos na Mega Manifestação das Forças de Segurança de Minas, no dia 21, às 9h, concentração na Praça da Estação. Contamos com o seu apoio e união de todos para garantir nosso direito!

X