Palavra do Presidente

30 de dezembro de 2021

Este ano de 2021, ainda em meio a Pandemia da Covid-19 que assolou o Brasil e o mundo, enfrentamos diversos desafios, mas continuamos lutando pela categoria. O Sindpol/MG, junto às demais entidades de classe da PCMG, conseguiram com que os policiais civis fossem prioritários no esquema vacinal, porque de início não estavam inclusos no PNI (Plano Nacional de Imunização).

2021 foi um ano de muita perseguição aos servidores públicos, tanto na esfera Federal quanto Estadual, e precisamos lembrar disso nas eleições de outubro deste novo ano, para evitarmos de elegermos perseguidores do serviço público. Fomos surpreendidos com proposituras nefastas, como a PEC 32 (Governo Federal), PLC’s 64 e 65 e o Regime de Recuperação Fiscal (Governo de Minas), com o intuito de retirar nossos direitos conquistados com muito sacrifício.
Como presidente do Sindpol/MG, estive à frente de todas essas lutas, eu e a diretoria, e estamos articulando politicamente, juridicamente, de todas as formas possíveis pela manutenção dos nossos direitos.

Realizamos diversas manifestações e realizaremos mais em 2022, é necessário que a categoria se mantenha mobilizada e participe de todos os atos, para mostrarmos aos Governos Federal e Estadual, a força que nós, policiais, temos.

Este ano, enfrentamos nossos perseguidores, lutamos pelo pagamento das férias-prêmio dos aposentados, continuamos na luta que se estenderá para 2022, pelo pagamento das perdas inflacionárias, lutamos contra a PEC 32, contra o PLC’s 64 e 65, que é uma falsa modernização da Polícia Civil de Minas Gerais, em que aumenta o trabalho, mas não valoriza o policial civil. Estamos na luta contra a aprovação do projeto do Regime de Recuperação Fiscal (RRF), pois o mesmo congelará os nossos direitos por nove anos, sendo suas perdas muito superiores até mesmo à recomposição inflacionária, pelas quais estamos lutando.

São diversos desafios, pois esse atual Governo de Minas é ainda pior que os do passado, liderado por um empresário que tem aversão ao funcionalismo público, que os atacam sempre que é possível, com projetos de lei maldosos, com retiradas de direitos e que persegue sindicalistas que se opõem a sua gestão.

Além das lutas, o Sindpol/MG atendeu os seus filiados, firmando novos convênios, e o departamento jurídico ganhou diversas causas em prol dos mesmos. Também, realizamos visitas técnicas em atendimento às solicitações de nossos filiados.

A luta pelos policiais civis continuará em 2022. Sabemos que o ano, que se inicia, será de enfrentamento ao desmonte do serviço público, mas estamos prontos e contamos com vocês, policiais civis. Juntos somos mais fortes!

O Sindpol/MG deseja a todos os policiais civis e seus familiares, um Feliz Ano Novo!

José Maria de Paula “Cachimbinho”
Presidente do Sindpol/MG

X