Operação Pecunia Lavare mira o tráfico de drogas em Curvelo

4 de fevereiro de 2022

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou, na última semana, a operação Pecunia Lavare, na cidade de Curvelo, região Central do estado. A ação visa combater uma organização criminosa voltada para o tráfico de drogas na cidade, com base na descapitalização de esquemas de lavagem de dinheiro estruturados pelo grupo.

Entre os dias 27 e 28 de janeiro, policiais da Delegacia de Combate a Tóxicos e Entorpecentes cumpriram 19 mandados de busca e apreensão, resultando no recolhimento de cheques no valor de R$ 520 mil, oito veículos, uma arma de fogo, vasta munição e documentos.

A PCMG já identificou dois principais integrantes do grupo responsáveis por articular as atividades criminosas, sendo um natural de Curvelo e outro de Sete Lagoas. As investigações revelaram que os suspeitos, com o dinheiro do tráfico, utilizavam empresas fantasmas e de fachada, da construção civil e de produção de eucaliptos, para a aquisição de imóveis e, assim, lucrarem com a venda dos ativos.

Além da lavagem de capitais, o esquema criminoso envolvia o transporte de entorpecentes, que ocorria também do Norte do país para Minas Gerais. A PCMG apurou que Sete Lagoas era um dos principais locais para estoque da droga e posteriormente sua redistribuição para a Região Metropolitana de Belo Horizonte e o interior do estado.

O Sindpol/MG gostaria de parabenizar o trabalho dos policiais civis da Delegacia de Combate a Tóxicos e Entorpecentes de Curvelo, nas sucedidas investigações que prosseguem com o objetivo de desmantelar o grupo criminoso.

Fonte: ASCOM PCMG, com modificações

X