NOTA DE REPÚDIO

31 de julho de 2019

“GOVERNO ZEMA HUMILHA OS OPERADORES SEGURANÇA PÚBLICA”

Foram divulgadas ontem (30/07), as datas da escala de pagamento dos Operadores de Segurança Pública de Minas Gerais, o que causou indignação e revolta entre a categoria. Pois conforme a tabela divulgada pela SEPLAG /MG o salário dos integrantes das forças de segurança pública será quitado em duas parcelas, nos dias 13 e 27 agosto.

O Sindpol /MG vem a público manifestar a indignação com abandono e desprezo por parte do Estado em face da classe de segurança pública, que dão a própria vida em defesa da sociedade.

Considerando que o governador Romeu Zema conseguiu piorar o que era pior no governo de Fernando Pimentel (PT), que havia três datas, sendo que a última era exatamente o que atualmente o governador adota, como sendo a segunda parcela, ou seja, são duas parcelas com efeitos piores que no último governo, pois estamos recebendo com um mês de atraso, salários parcelados, atrasados e sem a recomposição das perdas salariais inflacionárias há quatro anos, que estão corroendo o poder aquisitivo da categoria. Por outro lado, os salários do Poder Judiciário, Legislativo, Ministério Público, Defensoria Pública continuam sendo quitados em dia e com reposição salarial em dia, o que demonstra total falta de respeito do governador com a dignidade dos operadores de segurança pública, ferindo de morte os princípios constitucionais da paridade e igualdade no tratamento dos servidores públicos de Minas Gerais.

Não aceitaremos a situação em questão, estamos mobilizados e em agosto faremos um grande ato público para cobrarmos nossos direitos constitucionais que estão sendo surrupiados pelo governo.

Chega de descaso, falta de respeito com a classe da Segurança Pública. Pois nós garantimos a governabilidade, a paz social e o desenvolvimento em Minas Gerais, vamos dar um basta neste tratamento irresponsável e desumano que o governo está nos dispensando.

A EXECUTIVA SINDPOL /MG

X