Imprensa noticia aumento da criminalidade e homicídios em MG diante do sucateamento da estrutura da Polícia Civil.

Imprensa noticia aumento da criminalidade e homicídios em MG diante do sucateamento da estrutura da Polícia Civil

Em consonância com as denúncias do SINDPOL/MG, imprensa estadual revela que uma das causas do aumento da criminalidade violenta, principalmente homicídios, se deve ao baixo efetivo, falta de estrutura e sobrecarga de trabalho na Polícia Civil. A direção do SINDPOL/MG destaca, no entanto, alguns erros, mormente no tocante ao efetivo da Polícia Civil de São Paulo, onde somente investigadores, delegados e escrivães são 37.000 e não os 20.667 citados na matéria.

Minas Gerais amarga a última posição no ranking de estados brasileiros que encerram inquéritos de homicídios antigos. Dos 12.032 assassinatos cuja investigação não foi finalizada até 2007, apenas 3,24% (390) tiveram um desfecho até abril deste ano. A lista de produtividade nacional é encabeçada por Acre, Roraima, Piauí, Maranhão, Rondônia e Mato Grosso do Sul, os únicos a cumprir a meta de conclusão de 90% dos casos fixada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e Ministério da Justiça.

Todos os estados foram mobilizados para solucionar os inquéritos por meio de uma ação proposta pelas entidades três entidades. O estudo detalhado sobre a investigação de homicídios dolosos (quando há intenção de matar) no Brasil foi divulgado ontem. Ele mostra que Minas ainda tem 11.642 casos em aberto, anteriores a 2007… Leia Mais

 

Fonte: Jornal O Tempo, 14 de junho de 2012

X