Direção do Sindpol/MG oficia Governador e exige a retirada da PC das regras do PLC 257/16, sob pena de Greve Geral

19 de dezembro de 2016
Arquivo Sindpol/MG

Na manhã dessa segunda-feira (19/12), a direção do Sindpol/MG se reuniu e deliberou sobre a posição a ser tomada diante da nova votação do PLC 257/16, que foi modificado no senado, resgatando medidas extremamente nocivas ao conjunto do funcionalismo público, em especial a Polícia Civil.

 Essa nova leitura desse projeto, que foi exaustivamente debatido pelas entidades de classe quando de sua passagem, em maio, junho, julho e agosto deste ano, consegue ser ainda pior, o que somado ao novo cenário trazido pela PEC de Limite de Gastos, PEC 241 (PEC 55), torna trágico o futuro dos servidores públicos, em especial dos policiais civis.

O refinanciamento das dívidas dos Estados deve ser feito pela União, sem contudo impor condições que retire direitos, garantias e benefícios do funcionário público, que não pode pagar o preço da crise, que não deu causa.

A direção já está protocolizando no gabinete do governador e também, irá despachar com a chefia de polícia, deixando claro as razões de uma possível greve geral, caso o Governo não reveja o seu posicionamento ou se comprometa em não aplicar tais regras tão nocivas para a nossa categoria.

Veja o ofício.

X