Direção do SINDPOL/MG cobra do Governador concurso para o cargo de investigador de polícia e solução para o problema dos rabecões e remoção de cadáveres

Direção do SINDPOL/MG cobra do Governador concurso para o cargo de investigador de polícia e solução para o problema dos rabecões e remoção de cadáveres

Em entrevista concedida à Tv Alterosa em solenidade de formatura de novos delegados de polícia na última sexta-feira, o presidente do SINDPOL/MG, Denílson Martins deixou claro que é importante o ato de ter se ampliado para 420 vagas esse último certame para delegados que, inicialmente seria de 144, pois a defasagem desses cargos em todo o estado chegou a um limite crítico em razão do sucateamento causado pelo abandono governamental, que não realizou os devidos concursos periódicos, impedindo que a instituição chegasse a um estado de quase colapso. O presidente ainda destacou a necessidade de se realizar concurso para pelo menos 1500 novos investigadores, pois assim como os delegados se encontram com sobrecarga de trabalho e acúmulo de tarefas por falta de efetivo. Outro problema apontado foi a questão da remoção de cadáveres e aquisição de nova frota de rabecões adaptados para esta finalidade, problema grave que prejudica diretamente a população atingida com o aumento dos casos de homicídio em todas as regiões do estado. O presidente criticou que o governo é muito perspicaz na veiculação de propaganda de autopromoção, porém, muito lento na tomada de decisão e providencia dos graves problemas que afetam a segurança pública, mas que, o melhor caminho é o da realização de novos concursos públicos e ampliação do quadro de efetivo, reivindicação recorrente do SINDPOL/MG e demais entidades.

X