Direção do Sindpol/MG visita Instituto de Criminalística da PCMG

22 de agosto de 2018
Foto: Guilherme Bergamini

A direção do Sindpol/MG, juntamente com a Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), visitou nesta terça-feira (21/08), o Instituto de Criminalística da Polícia Civil.

Durante a visita o diretor suplementar do sindicato, Wellington Kallil, constatou que por falta de equipamentos, como o israelense Cellebrite, que é usado para a quebra de senhas e extrair dados de telefones celulares, o trabalho dos peritos tem se dificultado.

A falta de infraestrutura é outro fator preocupante para as atividades periciais, pois há vazamentos e infiltrações, os banheiros se encontram em situação precária e o espaço no qual os arquivos são armazenados é insuficiente.

Além da falta de infraestrutura também não há efetivos suficiente para atender todas as demandas, o que leva à sobrecarga do policial, resultando em afastamento do profissional e, em alguns casos, em traumas que restringem a atuação do perito.

O diretor do Sindpol/MG ficou indignado com a situação do Instituto de Criminalística. “É uma falta de respeito com todos os policiais civis”, disse Kallil.

O presidente do Sindpol/MG José Maria de Paula “Cachimbinho”, tomou conhecimento sobre a visita e disse que o sindicato irá tomar todas as medidas cabíveis para tentar reverter essa situação.

X