Sindpol/MG participa de debate com deputados sobre a Reforma da Previdência

7 de junho de 2019

A direção do Sindpol/MG participou ontem (06/06) do debate sobre a Reforma da Previdência, no auditório do Detran, juntamente com demais entidades de classe, policiais civis e com os deputados federais investigador Léo Mota e delegado Marcelo Freitas, ambos do PSL .

Os deputados federais investigador Léo Mota e delegado Marcelo Freitas, ambos do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, estiveram presentes e falaram acerca da PEC 06/2019 (Reforma da Previdência). Os parlamentares explicaram sobre os dois pontos já acertados com o relator da Comissão Especial, que seria a pensão integral para pensionista, regra de transição de 17% do tempo que falta para aposentar nos moldes dos Militares.

De acordo com os deputados, estão em debate com o relator da comissão mais três pontos, que são: a diferença do limite de idade, 52 anos mulheres e 55 anos homens; alíquotas da contribuição previdenciária, de 10,5%, nos moldes dos militares, e a paridade e integralidade. Caso não coloquem esses pontos no relatório, a base do Governo que hoje são de128 deputados da PC, PM, Forças Armadas, PF e PRF, vão fazer emenda aglutinativa de destaque para ser votado na Comissão Especial. Caso não coloquem no relatório, os 128 deputados militares e das Forças de Segurança, decidiram, em comum acordo, que vão votar, em plenário, contra a Reforma da Previdência.

O Sindpol/MG parabeniza a sábia decisão dos parlamentares Léo Mota e Marcelo Freitas, juntamente com os demais deputados da Segurança Pública, que estão lutando e vão votar pela aposentadoria especial de todos os Operadores de Segurança Pública do Brasil.

O deputado federal investigador Léo Mota, filiado, se comprometeu com o presidente do Sindpol/MG José Maria de Paula “Cachimbinho” e com o vice-presidente Marcelo Armstrong, que lutará no sentido de defender a categoria.

X