Diretor Wellington Kallil participa de sessão de autógrafos na Feira do Livro de Porto Alegre/RS

17 de novembro de 2016

Nessa terça-feira, 15, o Sintrajufe/RS promoveu sessão de autógrafos de “O espaço entre o branco”, na 62a Feira do Livro de Porto Alegre. A obra, editada pelo escritor Caio Riter, reúne textos da oficina de criação literária do sindicato e os vencedores do Concurso Literário Mario Quintana, cuja premiação ocorreu em cerimônia no dia 21 de outubro.

Estavam presentes diversos autores, que autografaram seus textos para um grande e diversificado número de pessoas. Além de colegas da categoria, de amigos e parentes dos escritores, o público que circulava pelo local no último dia da Feira aproveitou para pegar seu exemplar. Como acontece todo ano, o livro, além da distribuição gratuita durante a sessão de autógrafos, é enviado para escolas e bibliotecas públicas do Rio Grande do Sul. Somente na Feira, foram distribuído mais de 400 exemplares.

O autor Wellington Kallil de Campos Alves veio de Minas Gerais especialmente para a atividade. Segundo lugar no Concurso Literário na categoria Nacional Poesia, ele elogiou o trabalho do Sintrajufe/RS por realizar um evento “extremamente acolhedor, fortalecedor da arte do escritor e fomentador de um ambiente fértil para desenvolver talentos”. O colega Leandro Nonnemacher, da JT Porto Alegre, participou da oficina de criação literária em 2015 e teve, no livro do sindicato, seu primeiro texto publicado. Para ele, a iniciativa do sindicato é “fantástica, um incentivo”, pois muitas pessoas “estão em casa, paradas, sem ter noção de suas habilidades”.

wellington-kallil-premiors

Organizador da coletânea há 16 anos, Caio Riter disse que o processo envolve edição e seleção de textos e que, neste ano, contou com uma inovação, o projeto coletivo, em que os alunos da oficina trabalharam a partir de dois temas dados, os sete pecados capitais e a violência doméstica. Os textos são independentes, mas “conversam entre si”. O oficineiro de textos do sindicato disse que a acolhida ao livro, mesmo fora da categoria, é grande, com elogios para a qualidade editorial e gráfica: “a cada ano fica mais bonito, mais consistente”. Os títulos da coletânea também chamam a atenção, e neste ano não foi diferente. Caio explicou que essa é uma parte difícil e que sempre busca algo que tenha relação com a palavra, matéria-prima da escrita. “O espaço entre o branco” surgiu de uma definição, bastante poética, da própria palavra “palavra”.

A diretora do Sintrajufe/RS Eliana Falckembach Leonardi já era presença garantida nas sessões de autógrafos mesmo antes de integrar a direção do sindicato. Ela disse que sempre foi entusiasta da iniciativa, especialmente considerando que é muito difícil encontrar esse tipo de apoio no Brasil, principalmente para a literatura. Ela chamou a atenção para o crescente número de jovens escritores, o que reforça a importância dessas ações do Sintrajufe/RS e ressaltou, também, o fato de o livro ser gratuito: “o sindicato possibilita o acesso à literatura a pessoas que muitas vezes não têm como adquirir um livro”. Por isso, finaliza, a iniciativa merece “nota mil com estrelinhas”, brinca Eliana.

Fonte: Sintrajufe/RS

X